O Crânio e o Corvo Kindle × e o Kindle Ø O

O Crânio e o Corvo Kindle × e o  Kindle Ø O
  • Paperback
  • 512 pages
  • O Crânio e o Corvo (Trilogia da Tormenta, #2)
  • Leonel Caldela
  • Portuguese
  • 07 May 2018
  • 9788589134590

O Crânio e o Corvo (Trilogia da Tormenta, #2)❴BOOKS❵ ✯ O Crânio e o Corvo (Trilogia da Tormenta, #2) Author Leonel Caldela – Essayreview.co.uk Popular E-Book, O Crânio e o Corvo (Trilogia da Tormenta, #2) by Leonel Caldela This is very good and becomes the main topic to read, the readers are very takjup and always take inspiration from the Popular E Book, O Crânio e o Kindle Ø e o Corvo Trilogia da Tormenta, by Leonel Caldela This is very good and becomes the main topic to read, the readers are very takjup and always take inspiration from the contents of the book O Crânio e o Corvo Trilogia da Tormenta, , essay by Leonel Caldela Is now on our website and you can download it by register what are you waiting for? Please read and make a refission for you.


About the Author: Leonel Caldela

Leonel Caldela é autor da e o Kindle Ø Trilogia da Tormenta, série de romances no maior cenário de RPG nacional, composta por O Inimigo do Mundo, O Crânio e o Corvo e O Terceiro Deus Também escreveu O Caçador de Apóstolos e Deus Máquina, romances de fantasia medieval em universo próprio Escreve, edita e traduz livros de RPG pela editora Jambô e é um dos autores do selo Fantasy – Casa da Palavra Mora em Port.


10 thoughts on “O Crânio e o Corvo (Trilogia da Tormenta, #2)

  1. says:

    Continuando a história do cenário de RPG mais amado no Brasil, Leonel em seu segundo livro nos leva para uma viagem ainda mais aprofundada pelos reinos de Arton e nos apresenta uma miríade de novos personagens cativantes e divertidos. No primeiro livro, vemos a origem da terrível Tormenta e acompanhamos a história trágica do grupo de heróis que, pelos sortilégios dos deuses, foram os responsáveis pela chegada do inimigo do mundo. Nesse livro anos se passaram desde o primeiro ataque das forças alienígenas e o mundo vive na apreensão de uma possível invasão ao Reinado. Outra mudança na estrutura narrativa desse livro: aqui temos a divisão dos personagens em diversos núcleos ao longa da narrativa que se encontram no final para a grande batalha.
    Como personagem principal temos Sir Orion Drake, o Cavaleiro da Nuvem Negra e posteriormente o Cavaleiro do Corvo, que dá parte do nome ao livro. Ele é um cavaleiro da Ordem da Luz de Bielefeld. Cinzento, rígido como uma pedra, atormentado pela necessidade de ser um campeão correto. Ele também é valente, justo e um herói experimentado.
    No núcleo de Orion, temos os dois companheiros de viagem. Um deles é o anão pistoleiro Ingram Brassbones. Ele foi expulso da terra natal dos anões, Doherim, por fabricar e utilizar armas de fogo que são proibidas no Reinado. Ingram viajava com sua esposa, uma succubus de Tenebra, quando ela foi morta por um antigo companheiro de guilda que fora transformado em vampiro. Ele caçou e matou todos os vampiros, mas não ousava encarar o sol por medo de ter sido transformado também. Orion ajudou o anão a enfrentar seu medo e eles passaram a viajar juntos.
    O outro personagem que fecha esse trio é Trebane, o Centauro. Trebane era originalmente um humano nascido de uma égua. Tinha um irmão cavalo que era druida. O irmão de Trebane estava morrendo e ele arrastava seu corpo equino até Triumphs em busca de uma maneira de reviver seu parente. Orion ajudou Trebane com o irmão, mas levou eles até a Montanha do Mook, um vulcão inativo. Lá, humano e cavalo se jogaram na cratera e renasceram como um centauro. Não um centauro normal, mas o rei da raça que deveria lidera-los. Trebane entretanto rejeita o posto e viaja com Orion para pagar sua dívida com o cavaleiro.
    Como segundo núcleo temos Vanessa, clériga de Keen e esposa grávida de Orion. Mulher feroz e guerreira nata. Não sabemos muito sobre seu passado, apenas que era um nobre de Bielefeld e se apaixonou por Orion em suas aventuras e batalhas da juventude. Acompanhando Vanessa temos o Doutor Zebedias Nash, um médico ateu de Salistick. Sua motivação inicialmente não é clara, mas depois conhecemos melhor seu passado em Namalkah, seu reino natal. Ele nunca se deu muito bem com seus pares e teve o azar de ter o cavalo morto, uma coisa terrível para a terra dos ginetes. Seu pai então o mandou para Salistick para estudar e ele virou um médico e um mago. Ele viaja meio sem rumo, mas sentindo em seu coração que deve voltar para sua terra natal.
    Fechando o ultimo núcleo temos os dois bandoleiros da União Púrpura, Vicent e Darien. Vicent está meio doente, e Darien desesperado por ouro para ajudar o amigo, lidera o grupo de bandoleiros juvenis contra uma caravana dos Cavaleiros da Ordem da Luz. Eles são destroçados, e entre os cavaleiros estava Sir Justin, um cavaleiro maculado pela Tormenta. A doença de Vicent era o simbionte da Tormenta e ele acaba se juntando a Sir Justin. Darien é levado aligando também ser abençoado como os dois e acaba sendo escudeiro de Sir Orion. No começo eles não se dão muito bem, mas Darien com o tempo começa a respeitar a aspereza e a retidão do cavaleiro. Tem até um capitulo onde os escudeiros se unem e contam histórias sobre Sir Orion. No final a relação dos dois é desfeita, pois Darien não trai Vicent e não conta que o menino estava maculado pela Tormenta.
    Depois dos personagens novos, temos o retorno dos antigos. Ashlen é o foco principal. Vemos o que aconteceu com ele quando retornou aleijado de suas aventuras. Acabou virando um alcoólatra até ser encontra e treinado por uma guilda de escapistas aleijados. Infelizmente Cranio Negro vai atrás dele por motivos que ainda não sabemos. Ele mata a família de Ashlen e captura o rapaz. Tortura o ladino constantemente, perguntando sobre seus companheiros de aventura e sobre o albino. Ashlen encontra até Artorios, que sem braço tinha virado um mendigo até Crânio Negro encontra ele e lhe entregar os simbiontes. O minotauros trabalha com Crânio Negro se tornando um clérigo da Tormenta e o rei dos bárbaros corrompidos da União Púrpura. Mas antes da batalha final ele desafia o Algoz com seu resquício de personalidade e é morto pelas espadas gêmeas.
    A história em si começa com Orion atrás de seu pai, o Cavaleiro Risonho, junto com Ingram e Trebane. O trio acaba enfrentando um ataque de Crânio Negro, o grande vilão do livro e o Algoz da Tormenta. O vilão estava liderando um bando de bárbaro da União Purpura que estavam infectados com o simbionte da Tormenta. Orion escapa por pouco e consegue chegar até Trebuck, onde está estacionado o Exército do Reinado. Outrora majestoso e poderoso, o exército agora é um bando maltrapilho repleto de desertores. Quando os bárbaros chegam, a batalha é medonha. Orion consegue liderar uma defesa desesperada. Vanessa grávida chega com o Doutor Nash e acaba parindo no meio da guerra. Eles conseguem deter Crânio Negro.
    Aqui os núcleos se dividem. Trebane, Orion e Vanessa voltam para Norm em Bielefeld. Zebedias e Ingram vão atrás do Cavaleiro Risonho para Orion. Em Norm muitas coisas acontecem. Conhecemos Bernard Branalon, o paquiderme galante. Cavaleiro da Ordem da Luz e grande amigo de Orion, ele possui uma força e um apetite excepcionais. Orion avisa sobre a ameaça de Crânio Negro e sobre os bárbaros corrompidos e é decidido que Bielefeld vai mandar seus soldados para Trebuck a fim de ajudar a exército do Reinado. Orion é escolhido para ser o general do exército. É realizada uma justa de comemoração, onde Vicent é sagrado cavaleiro e dizem que ele tem poderes divinos de Khalmyr (apenas a Tormenta). Vanessa parte em viagem sozinha para uma missão sagrada de Keen e Orion marcha com o exército de Bielefeld.
    Enquanto isso, Zebedias e Ingram viajam para Nalmakah seguindo a pista que foi dada a Orion sobre o paradeiro do Cavaleiro Risonho, quando ele recebeu de presente o cavalo Bandido. Eles vivem suas aventuras, que não são muito importantes para a trama, como por exemplo a luta contra a Guilda dos Médicos Monstros, apesar de serem divertidas. Quando chegam em Nalmakah, encontram o tio de Zebedias e é nesse momento que conhecemos o passado do bom doutor. Eles ouvem as histórias da terra dos ginetes (os habitantes desse reino são inspirados nos tropeiros gaúchos) e descobrem sobre um vilarejo tocado pelo caos. Lá eles enfrentam o Cavaleiro Risonho e perdem miseravelmente. Ele manda um recado para Orion: Tudo que seu filho tem, ele pode tirar.
    Trebane abandona Orion e vai para Valkaria atrás de uma menina chamada Zara. Ele encontra a menina com a ajuda de um mafioso local chamado Paolus. A menina estava se passando por uma nobre e acaba sendo julgada pela família verdadeira. Trebane ajuda ele a escapar da Arena de Valkaria onde ia ser executada, mas na fuga é morto pela guarda da cidade. Zara fazia parte da Guilda de Escapistas e volta para ela enquanto foge.
    Vanessa, em sua missão para Keen, acaba encontrando sem saber um avatar do deus. A entidade ajuda a clériga colando-a no caminho certo, mas arranca um olho como preço. Ela toma o controle de uma vila na fronteira e chama atenção o suficiente para conseguir uma audiência com o príncipe de Yuden. Seu plano é casar o príncipe com a regente de Trebuck e fazer os exércitos de Yuden marcharem para enfrentar os bárbaros corrompidos. E dá certo.
    Enquanto Orion marcha com a coluna para Trebuck, acompanhamos Crânio Negro levando seus bárbaros para o norte também. Entretanto o Algoz não pretende enfrentar o exército do Reinado, ele está indo a guerra contra seu antigo Lorde da Tormenta na área perto de Trebuck. O vilão também tem suas dificuldades, ele precisa passar por Dragões Verdes e pelo Reino das Fadas, a Pondsmania. Enquanto tenta controlar sua loucura, ele perde Ashlen, que atravessa um portal e volta para a torre da Andaluzia. Lá ele encontra Rufus e os dois fogem com a promessa de encontrar os sobreviventes do seu antigo grupo.
    NO castelo da luz, os cavaleiros jovens corrompidos e liderados por Vicent realizam um massacre terrível e depois partem para o norte para se juntar ao exército de Crânio Negro. Os cavaleiros da luz sobreviventes marcham desesperados para se juntarem a Orion em busca de vingança. O filho de Orion e Vanessa, cujo nome é Vallen, sobrevive e é levado por Bernad Branalon para Trebuck
    Chegando ao clímax, todas as peças então no tabuleiro. Orion chega ao exército do reinado antes de Crânio Negro e toma o comando dos soldados para si. Os Cavaleiros da Luz sobreviventes chegam para guarnecer o exército. Os ginetes de Nalmakah também são levados para a peleja por Zabedias e Ingram. O exército da Tormenta chega para o combate, Crânio Negro ainda tenta atravessar em paz, mas Orion nega. Os bárbaros corrompidos estão em maior número, mas eles são flanqueados pelo exército do Reinado e pelo exército de Yuden.
    A batalha final se desenrola magnificamente. Temos parede de escudo. Armas de certo. Ingram destruindo gigantes da Tormenta. Orion enfrenta Cranio Negro no meio do exército, mas o Algoz foge quando ouve o nome de Vallen. Orion segue ele até a área da Tormenta e, junto de seu cavalo bandido, consegue matar o vilão. Ou assim ele pensa. O algoz sobrevive se regenerando apenas para descobrir que em nenhum momento houve traição entre os Lordes da Tormenta. Tudo não passou de um teste para ele.
    Destruído pelo combate e pelo ambiente inóspito, ele chega a tempo de ver o Cavaleiro Risonho roubando o Vallen, o seu filho recém-nascido. Óbvio que Bandido traí Orion justamente nesse momento e o Cavaleiro foge montado no corcel. A batalha medonha foi vencida, mas o massacre foi sem igual. Zebedias nega a cura de um clérigo e morre no campo de combate. Darien é porta na primeira fileira da parede de escudo como um traidor, mas sobrevive. Ingram e Vanessa também sobrevivem. Ela se separa de Orion depois da batalha e o Cavaleiro jura ir atrás de seu pai e seu filho.
    No final ainda temos Ashen e Rufus chegando em um lugar estranho, onde encontra o paladino Gregor, ele está completamente louco e tortura clérigos para que matem ele de vez. Ele ainda ressuscita toda vês que é morto. Crânio Negro aparece e retira a máscara, revelando sua identidade: Ellissa.

  2. says:

    Caótico e fraco, mas com alguns momentos

    O livro como um todo tem momentos interessantes, mas sofre com uma prosa medíocre, uma estrutura caótica, e um excesso de clichês. Pelo menos é melhor que o anterior.

  3. says:

    Outro baita livro! É um pouco menos movimentado que o primeiro, mais por ser o livro de transição, e portanto desenvolvendo mais os personagens presentes e a história, do que pela falta de ação. Prepara o terreno de forma sensacional para o terceiro e último volume da Trilogia da Tormenta.

  4. says:

    Guerra em Arton! Guerra contra a Tempestade Rubra! Guerra contra os Lefeu!

    Guerra e Morte. Esses são os principais temas abordados no épico segundo volume da Trilogia Tormenta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *